É tempo de equilibrar...

Se Deus tivesse "me feito" milionária, talvez eu não tivesse aprendido nada do que aprendi sobre abundância, campo de possibilidades e sobre equilíbrio sistêmico. Será ?? 

Desde novinha o dinheiro não parou no meu bolso. Sabia quanto eu tinha, pois minha organização mental não me deixaria ser bagunceira nisso, mas nunca tive uma poupança, um cofrinho cheio, um colchão com muitas notas escondidas. E sempre tive dinheiro. Meus empregos eram de ótima remuneração. Mas era uma gastona. Com viagens, passeios. (Sapatos, roupas e cabelo, confesso. Meus pecados). 

Me lembro que uma vez, eu estava no Ensino Médio, uns 15,16 anos, meu pai me deu um dinheiro de presente de aniversário. Nesta semana, fui ao Bom Retiro, para ver um curso de teatro e  entrei numa igreja.  Lá dentro havia uma senhorinha, moradora de rua. Fiquei muito mal ao vê-la. Não entrava na minha cabeça uma pessoa viver a vida tanto tempo e ficar daquele jeito, sem casa ou comida. Ela havia me pedido algo para comer. Eu não tinha. Só estava com o dinheiro do ônibus. Mas olha só como eu funcionava... Pedi a ela para não sair dali. Eu voltaria com algo para ela. Coisa louca. Peguei meu ônibus. Morava no Imirim. Para lá de Santana. Longe a beça. Fui em casa, peguei o dinheiro que meu pai de deu. Comprei um lanche para ela, voltei na igreja. Ela estava lá, sentadinha. Também, o que ela tinha a perder de ficar ali me esperando. Dei o lanche e o dinheiro. Isso deve ter demorado umas 3 horas entre eu ir para casa e voltar à igreja. Aquilo me fez feliz. Provavelmente, a ela também. Houve uma troca. Me sentir bem. E fazê-la se sentir um pouco melhor.

Hoje percebo muitas nuances disso tudo. Não sei explicar como o sistema do universo funciona, mas sei que este meu jeito de olhar o mundo pode ser mais equilibrado. 

Não pretendo nunca deixar de doar o que tenho para quem precisa. Mas descobri que em alguns momentos minha doação é maior do que o que recebo em troca, num nível sistêmico, mesmo.

Vou dar outro exemplo, que é diferente de dinheiro.

Desde sempre, muitas pessoas me procuram pedindo apoio em suas situações pessoais. Minha habilidade sensitiva e também minha qualidade de olhar o outro com bastante clareza e discernimento, faz com que as pessoas confiem no que tenho a dizer sobre estas coisas. Passo muito tempo do meu dia conversando com muita gente sobre seus problemas, seus medos, questões financeiras, de trabalho, relacionamentos, entre outras. E eu gosto de fazer isso. De ajudar, apoiar, construir junto. Mas o desequilíbrio sistêmico é imenso. Não acontece uma troca equilibrada. Muitas vezes o tempo que isso demanda é maior do que tenho disponível no meu dia. 

Eu resolvi olhar para isso e assumir fazer diferente. Quero continuar ajudando as pessoas, mas de forma que eu possa receber de volta algo que vislumbre, minimamente, o equilíbrio.

Criei o Unleash, que é um Programa onde as pessoas podem estar em encontros de forma presencial ou virtual. Nele abordo todas estas questões que afligem e nas quais posso apoiar, de uma forma igualmente amorosa e profissional. Além de mim, estarão outros profissionais, que entram como parceiros de minha confiança.

Sei que algumas das pessoas podem não ter condições financeiras para sustentar o programa, mas o valor deste trabalho pode ser reconhecido de outra forma. 

Comecei a pensar quais minhas necessidades essenciais hoje. O que posso aceitar em troca do meu trabalho?

Atualmente meu foco é moradia, transporte e alimentação. O que comporia minha casa ? O que você pode fazer que pode me ajudar a ter um local ideal para que eu more a partir de agosto ?  Que tipo de serviço você pode trocar comigo que me auxiliam nestes quesitos ? A economia de colaboração e criativa podem ser interpretadas aqui de alguma maneira. Mas todos os envolvidos precisam refletir. Não somente eu. Porque até nisso, o equilíbrio é necessário. Não posso dar o peixe a todo momento. 

Meu convite é que você venha fazer parte deste novo processo. O mundo mudou. Passar do velho para o novo pode parecer difícil, mas é mais fácil do que você imagina. Eu posso caminhar com você por um tempo. Conheça a ideia do Unleash e fale comigo

Tudo vai ficar super bem. Confie no que é !

Boa semana !