O Ser Infinito que você é. Dia 7

O Ser Infinito que você é, com Patrícia Stanquevisch.jpg

Você se honra quando é quem você é. E você honra quem está com você recebendo esta pessoa como ela é. Sem tentar mudá-la.

Ela tem sonhos como você. E estes sonhos podem não incluir você junto. E você é feliz por ela escolher ser feliz.

Nossos relacionamentos geralmente não são pautados por esta premissa do Ser Infinito. E sim pelo Julgamento de que há uma forma certa de se relacionar. Se a pessoa está com você deveria fazer de tudo para você ser feliz. E vice-versa. Abrimos mão de nos honrar em nome de um relacionamento, pois assim aprendemos que é o correto.

O Ser Infinito está sempre na permissão, isto é, não julga a escolha de seu ou sua parceira. Simplesmente permite que seja como é e deixa fluir. E não deixa de escolher o que é leve ou expansivo e que criará mais para sua vida por estar se relacionando com alguém.

O Ser Infinito escolhe criar com suas parcerias. Criar mais e não menos. E faz pergunta, como sempre. O que podemos criar juntos aqui?

Os casamentos, namoros e todo tipo de relacionamento já pré-estabelecidos na nossa sociedade seguem regras, que foram definidas por pontos de vista fixos. E você pode ficar pres@ nesta rede, sem perceber que fazendo perguntas, se honrando e na permissão, poderá ter mais clareza das possibilidades.

Os 5 elementos da Intimidade, podem fazer diferença no que você está criando como relacionamento. E se você pudesse perguntar mais sobre como ter honra, permissão, confiança, vulnerabilidade e gratidão nas suas relações ? Veja se surge algo quando pergunta o que mais é possível neste contexto.

Relacionar-se significa a distância entre dois pontos. O que você escolhe: Relacionamento ou Criacionamento?

É só uma escolha.

Patrícia Stanquevisch

Aprofunde estes temas fazendo O Fundamento. SAIBA MAIS.