Eu queria um poema e uma música que falassem meio que assim

Eu queria ser poetiza para escrever de um jeito bonito sobre as coisas que estão acontecendo no meu caminho, no meu agora. Mas não sou. Tenho que usar artifícios... pegando músicas e publicando. Ou poemas de alguém que seja mais inspirado que eu.

Mas eu queria um poema e uma música que falassem meio que assim:

Era uma vez uma Casa aberta prá todo mundo vir. 
Tinha chave, mas nunca era trancada. 
Qualquer um podia abrir. 
Liberdade foi o seu norte.
Para muito projeto surgir.

E também havia uma vila que eu aprendi a amar. 
Uma vila cheia de anjos espalhados pelo ar. 
E nela haviam pessoas, para o sistema funcionar. 
Ensinando que o compromisso não pretendia aprisionar.

Um dia, a Casa e a Vila, se encontraram no amor. 
Se envolveram plenamente, compreendendo o seu valor. 
Foi intenso, impressionante e extremamente desafiador. Suportaram muitas coisas, se causaram alguma dor.

Mas aqui o que importa é o que disso tudo nasceu.
Uma Casinha amorosa, que acolhe você e eu.
Gestada com muito amor, veja o que nela despertou
Que Liberdade e Compromisso são a base do Amor.