Roupa nova, tudo novo. Mas o cabelo ainda é vermelho.

ctx12-01.jpg

No Jogo Planetário de 2016, em Findhorn, o Anjo® do meu propósito foi Comprometimento. E no final foi Deleite.

Muita gente acha que o anjo® do Deleite é só festa. Eu não o vejo assim. Este anjo® também esteve comigo na minha formação do Jogo da Transformação®, então já tive uma estreita relação com ele. Eu o compreendo como estar completamente dentro das experiências, no agora, celebrando tudo o que acontece, seja lá o que for. E isso inclui, movimentos difíceis, desafios, perdas e recuos. 

Meu propósito no Jogo Planetário® foi receber informações necessárias para criar, no Brasil, uma comunidade com sistema econômico baseado no amor e na colaboração. 

Com o anjo® do comprometimento, olhei minhas facetas necessárias para que este foco fosse alcançado. Lidei com os bloqueios de não me expressar enquanto não estivesse 100% certa do que falar, com a preguiça que as pessoas me dão, por não entenderem o que falo e, também, pelo pouco que se dedicam ao que se propõem. Ao mesmo tempo vieram insights potentes, tais como serviço global, onde eu me conecto às necessidades mais macros. Nela trabalhei a questão da corrupção e aprendi a usar o anjo® do Relaxamento, deixando que a tensão passasse por mim, e não ficasse retido, para que a fluidez nas situações acontecesse. 

Voltando ao Brasil, dei voz ao meu propósito. Iniciei a CasAum, que tinha a intenção de ser uma Casa Colaborativa, com nuances da Laboriosa89 com pitadas da comunidade de Findhorn. Uni pessoas, fizemos vários encontros e foi bom. Também levei mais um grupo para a Semana de Experiência em Findhorn. E nesta volta foi que me encontrei com todos estes anjos®. Comprometimento, Deleite e Relaxamento. 

Vi a dificuldade de contar com o comprometimento das pessoas em várias dimensões. Com elas mesmas, com os outros e com o coletivo. Precisei me observar em vários momentos, para aproveitar as situações e não tensionar. Algumas vezes consegui, outras não. 

Mas o resultado disso tudo foi que mudou meu foco com a casa. Decidi não levar adiante, bem como o formato das viagens para qualquer lugar que eu pretenda levar. A colaboração, como entendo, não acontece quando as pessoas tentam sobreviver. Porque sobreviver é conectado ao medo. Medo de morrer. E a colaboração que eu sustento tem a ver com Amor. Oposto do medo. O amor abraça tudo. A morte e a vida. Há que se morrer, para poder nascer e viver. Diferente de sobreviver. O amor não exclui. A sobrevivência pelo medo, sim. Minha visão, meu post.

Só que eu tenho um compromisso. Comigo mesma. De atender ao meu coração e seguir o que ele me diz. E ele sempre me diz que estou aqui para aprender a Ser Livre e inspirar as pessoas neste caminho. E Ser Livre engloba uma nova forma de olhar para o dinheiro, para a economia e colaboração. Ser Livre está conectado no como me relaciono com o outro e com o coletivo. Para Ser Livre é preciso SER. Conectar-se à sua alma, à sua essência, libertar-se dos papéis aceitos, pela condição imposta de estar numa sociedade organizada. 

Por isso, ainda com o Anjo® do Comprometimento, sigo meu momento solo, mas para o coletivo. Com pessoas que me apoiam e dividem comigo a mesma opinião de que o caminho é este, estamos criando o NOVO processo do Ser Livre e das viagens para vórtices de energia, colaborativas ou não.

Neste processo, se você quer participar, é condição se comprometer, com você mesmo. Os nós estão desfeitos. Se você fluir, vai Ser Livre, senão fluir, ficará embolado no seu próprio processo. E só ficará embolado com você, quem também não estiver comprometido consigo mesmo.

Eu sempre digo assim: eu sei as respostas, se você quer fazer a pergunta, faça, mas não reclame depois. É uma desconstrução. Entrar em locais profundos. Ou não. tudo depende da sua abertura e disponibilidade em mudar e ser feliz, de fato. 

Meu compromisso é com o Amor. E ele não é condescendente. Ele está na natureza, nas montanhas, nas árvores, no mundo sutil e invisível. Nos animais, nas águas, nas tormentas, nos abismos e furacões. Está nos vulcões, no fogo, nas estrelas, no céu e no mar. Está em tudo, no todo e mais um pouco. Acessar isso tudo, esta compreensão de tantas inteligências conectadas para formar vários Universos, é acessar ao campo e à abundância. Se você quer trabalhar para Ser Livre, sinta-se convidado a vários mergulhos divertidos e profundos. 

Construímos alguns canais para que nossa conexão se fortaleça. Meu trabalho é inspirado pela música, por filmes e animações e pelas viagens. De alguma forma, você terá uma experiência ímpar para acessar o seu Ser, numa destas ferramentas. Conecte-se, pergunte, assuma, viaje, dance, salte, voe, transe, coma, cheire. Mas seja... Simples assim. <3.

Com amor

Patrícia Stanquevisch

Nota: Os anjos a que me refiro são retirados do Livro da Carta dos Anjos®, de Kathy Tyler e Joy Drake. Eu os utilizo em tudo o que faço, no meu dia-a-dia, como apoio de qualidades que posso utilizar nas situações.