A Energia do Amor nas iniciativas em Rede

O Destino Colaborativo é uma iniciativa em Rede, sem Centro, mas ainda dependendo da minha energia de AMOR para que ele ande cada vez mais autônomo. Quando postei no meu perfil o insight que tive sobre modelos não centralizados, estava falando disso. No vídeo Murmuration, percebi que não há um Centro, mas há uma liderança que se alterna organicamente. Não se sabe como os pássaros fazem isso, mas eu, na minha compreensão, sinto que para o caso dos Seres Humanos, vem da capacidade de AMAR.

Vou tentar explicar. O AMOR me coloca em conexão plena com a minha intenção de vida. E, no meu caso, ela me conecta a um papel de líder em vários movimentos da minha vida. Depois disso, ele me mostra como manter esta energia ancorando estes movimentos - o Destino Colaborativo é um exemplo, compreendendo que a iniciativa não é minha e que estou a SERVIÇO do TODO. Mas que, sim, preciso estar ali naquele papel, para que ele se sustente e apreenda outras intenções de vida. O desafio é perceber que faço isso no AMOR e não no EGO. Que faço isso pq ainda é preciso ancorar este movimento e que se saio sem conexão com a SABEDORIA deste AMOR, ele pode não se sustentar mais. O AMOR me ajuda a perceber que é hora de passar a energia para o outro líder, de ir para outro papel ou outro lugar naquele processo todo.

E vejo duas coisas comuns nas pessoas que estão tomando contato com o novo paradigma: a Dificuldade de não centralizar, como dono e proprietário daquilo, discernindo que seu papel ali está a Serviço e a Dificuldades de manter este Serviço, causando o abandono da ANCORAGEM, com pretextos Ns, todos alimentados pelo EGO, mas que no final é sim um abandono, que causará MEDO, DOR e DESCONEXÃO.

Ambas as coisas são exatamente o que é preciso acontecer nas EXPERIÊNCIAS pessoais. Não há certo ou errado. Só HÁ.

Mas a busca é de integrar, não é ? Como fazer isso ? Conhecer-se cada vez mais, em todos os níveis e dimensões possíveis, expandir o ESPAÇO DO CORAÇÃO, fortalecer a capacidade de comunicação com o MUNDO INVISÍVEL (entendam isso como o TODO) e abrir-se para esta conexão com o AMOR.

Uma boa pergunta na hora das minhas dúvidas se estou ou não Centralizando é: A QUEM ESTOU SERVINDO NESTE MOMENTO ? Ao PROPÓSITO ou ao MEU EGO ?

Parece difícil, mas aos poucos, com a prática de auto-observar-se, você vai perceber que isso se torna claro. Mas é preciso praticar, de fato. Emoticon heart

E, tenho descoberto que, cada vez mais, as coisas são menos dolorosas e mais rápidas na integração. Então, não se desespere. Respire conscientemente e solte o que te causa NÓS. Desta forma, aos poucos seu fluxo natural começa a funcionar e se abrir para as Respostas.

Estou à disposição para falar mais da compreensão disso tudo com quem sentir que é momento.

<3